17 janeiro 2008

[duas faces, mesma vontade]

.
.

.
.
Digamos que exista a infinitude do amor e cada vez que ela dissesse uma coisinha que fosse aquilo te deixaria feliz, mesmo que você não quisesse mais nada que soasse como relacionamento. Vamos dizer que você ainda gosta dela dum jeito que vê-la mal te dá vontade de comprar sorvete, de caixas e caixas, só pra ver se, ao se empanturrar de calorias, ela dará sorrisos como os que ela dá quando assiste Friends. Pensemos que a felicidade dela é algo que você não é responsável, mas você não está nem aí porque tê-la feliz é algo que te faz sentir o mesmo. Imaginou tudo isso? Então... é assim que eu me sinto hoje...

8 comentários:

Taninha disse...

e ela?
te despreza?


=/


ai que horror!

Clarinha disse...

own.

Sanmya disse...

ahhh
então valeu
eu digo porque eu vi


=*
te amo

Mia disse...

PÔ...

dane_ly.by_me disse...

posso desejar uma coisa??
tu deixa?
desejo que vc seja feliz por vc! e faça os outros (...inclusive ela) felizes por isso!

ps. sempre venho por aki. mas vou comentar mais.

Lucy. disse...

sei demais, ai ai...

Pedro Jansen disse...

amigo, fico calado, to contigo.

line disse...

e eu fico feliz por ti. =*